Problemas Urgentes ou as Prioridades?

“Marta! Marta! Você está preocupada e inquieta com muitas coisas; todavia apenas uma é

necessária” (Lc 10.41-42).

Há dias em que nos apanhamos correndo a toda velocidade desde o momento em que
saímos da cama, de manhã, até a hora em que caímos nela novamente, à noite. Dias em que
temos prazos para cumprir, tarefas para realizar, reuniões para dirigir, vendas para concluir,
um artigo para escrever, crianças para levar à escola, refeições para cozinhar, entre outras do
dia-a-dia. Será que alguma vez, paramos para pensar, que toda essa correria pode ser
perigosa? Ou até onde essa correria pode nos levar?
Histórias da Bíblia
Analisando com cuidado, chegamos à conclusão que a correria é bastante perigosa. É
perigosa porque pode concentrar nossa atenção em problemas urgentes, e não nas
prioridades. Quando passamos a concentrar nossa atenção nos problemas urgentes e não nas
prioridades, podemos perder oportunidades únicas na vida. Marta quase perdeu uma dessas
oportunidades, mas sua irmã Maria não!
Na Bíblia encontramos muitas histórias, e cada história bíblica além de relatar um fato
verdadeiro, trás lições edificantes para aqueles que fazem questão de tomar conhecimento e
obedecem. Lucas registra em seu evangelho (10.38-42) que na cidade de Betânia, mais
precisamente na casa de Marta e Maria irmãs de Lazaro, ocorreu um fato bastante
interessante. Lazaro é aquele que tinha morrido, e depois de quatro dias o Senhor Jesus foi até
o cemitério para ressuscitá-lo (Jo 11.38-44).
Problemas Urgentes ou as Prioridades?
Certa vez, ao sair da cama, as irmãs Marta e Maria começaram o dia com um sentimento de
expectativa – Jesus e os discípulos estavam chegando à pequena Betânia, e estavam dirigindo-
se para uma refeição na casa de Lazaro que era amigo de Jesus. Marta queria que tudo
estivesse perfeitamente em ordem, afinal de contas não era todo dia que Jesus aparecia na
aldeia em que moravam.
Movida por um amor profundo e pelo desejo de agradar o divino Mestre, Marta começou a
limpar a casa e preparar a comida. De repente os visitantes chegaram. Mas a casa e a comida
não estavam prontas. Em vez de fazer os hóspedes se sentirem em casa, Marta empenhou-se
ainda mais no trabalho. Lucas, que escreveu o evangelho quem leva o seu nome, faz uma
observação curiosa quando diz que Marta estava “ocupada com muito serviço” (10.40). Ela
chegou a repreender o Mestre por ele não se preocupar em ver que Maria não estava
colaborando com as tarefas da casa. “Dize-lhe, pois, que me ajude”, disse Marta ao Senhor Jesus
(10.40)
O que Realmente Importa
No meio daquela interação agitada, Jesus calmamente comentou: “Maria escolheu a melhor
parte, e esta não lhe será tirada” (v. 42). Gosto desse “não lhe será tirada”. Maria havia dado
uma pausa na correria da vida para cultuar a Deus. Ela resolveu sentar-se aos pés de Jesus
para ouvir o que esse Deus tinha a dizer. Maria negou-se a permitir que a “urgência”
controlasse seu comportamento em relação ao Mestre. Em vez de ser sugada pela correnteza
da urgência e da correria da vida, ela “escolheu” o que era mais importante: sentar-se aos pés
do seu Criador e Senhor e tirar vantagem da oportunidade impar que estava diante dela.
As palavras de Jesus interromperam a correria de Marta e a lembraram de que algumas
coisas são mais importantes que a casa limpa e um jantar bem preparado e com muitas
entradas. Entendo que o Senhor não disse que as obrigações da casa e uma boa refeição não

tivessem nenhuma importância, mais alerta de maneira clara que existe apenas uma coisa que
é importante e necessária – OUVIR A DEUS. Marta estava preocupada e inquieta em função das
coisas desta vida, mas nas palavras de Jesus podemos encontrar com bastante nitidez uma
repreensão amorosa que orienta a nos preocupar sim, mas com as coisas concernentes ao
reino de Deus, pois as outras coisas que nos são necessárias ele acrescentará (Mt 6.33).
Conclusão
A maioria das pessoas tem o mesmo comportamento de Marta, e geralmente estão inquietas
e bastante preocupadas com muitas coisas, menos com a Palavra e a atenção que deve prestar
a Deus e ao seu Reino. Em todos os lugares encontram-se pessoas envolvidas e enterradas até
o pescoço em busca de fama, dinheiro, sucesso, drogas, sexo, prazer, felicidade e outras coisas
que jamais preencherá o lugar do Espírito Santo – verdadeira paz e felicidade. Fico
impressionado em ver pessoas consideradas “gênios” não acertarem o alvo da verdadeira paz
e felicidade, que é a obediência ao Senhor Jesus Cristo.
Também não tenho nenhuma dúvida que todo ser humano sofre pressão para concentrar-
se mais no que é urgente do que no que é importante. Quando uma pessoa passa a dar
prioridade às coisas deste século em detrimento dos bens espirituais, ela passa a viver
inquieta e preocupada. Mas nem tudo está perdido porque o Senhor aponta um caminho
melhor, que é resistir à tirania do urgente e escolher o que é mais importante e melhor. Jesus
viu a preocupação e inquietação de Marta e disse-lhe que “apenas uma coisa é necessária” (Lc
10.42). Você pode considerar muitas coisas importantes e urgentes, mas precisa estar ciente
que NADA É MAIS IMPORTANTE, MAIS URGENTE E MAIS NECESSÁRIO À NOSSA VIDA QUE A
PALAVRA DE DEUS.

Célio Roberto
AD – Vila Espanhola – São Paulo – SP

Célio Roberto

Célio Roberto


Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *