O desafio enfrentado pelos cristãos perseguidos no Afeganistão

Se converter ao Evangelho de Cristo no Afeganistão é considerado vexatório, as consequências de deixar de ser muçulmano podem ser terríveis, podendo levar até mesmo a morte.

Em pleno século XXI, onde a maioria dos países experimentam a liberdade religiosa, há países em que os cristãos são oprimidos, violentados e mortos por causa da sua crença.

Um cristão do Afeganistão que não pode se identificar, desabafou que todos estão cansados de ver tanta morte ao redor, e que só Deus sabe como eles estão sobrevivendo todos os dias.

Na Lista Mundial da Perseguição, o Afeganistão aparece ainda em segundo lugar como o país mais perigoso para se viver como cristão, ficando só atrás da Coreia do Norte.

 

 Por quem os cristãos são perseguidos no Afeganistão?

As perseguições que os cristãos mais sofrem no Afeganistão são a opressão do clã, o ódio étnico religioso, violência islâmica, corrupção e crime organizado.

Grupos religiosos violentos, líderes de grupos étnicos, líderes de outras religiões, oficiais do governo, partidos políticos, parentes, cidadãos não cristãos, quadrilhas, grupos paramilitares e redes criminosas são as fontes de perseguição no país.

É muito comum ver grupos radicais adeptos de uma outra fé executarem violências contra os cristãos, além das fontes citadas acima.

Mulheres e homens cristãos são vulneráveis à perseguição

As mulheres cristãs no Afeganistão são totalmente vulneráveis a todas as formas de abuso físico, sem autonomia e sem renda.

Caso sua fé seja descoberta, elas podem ser vendidas como escravas ou prostitutas, ou até mesmo serem mortas pela própria família.

É costume no Afeganistão matar um membro familiar que tenha tido um comportamento imoral perante a comunidade para ‘honrar’ a família diante de todos.

Os homens também sofrem ameaça de morte, tortura e isolamento por causa da sua fé, muitas vezes não podem trabalhar em empregos formais para não serem forçados a praticarem outra religião.

Quando um homem é sequestrado ou morto, a mulher fica desprovida financeiramente. Na cultura do país uma mulher buscar trabalho remunerado é vergonhoso.

Para apoiar os cristãos no Afeganistão a Portas Abertas conta com várias campanhas de oração em favor destes, além disso você também pode ajudar com doações.

Clique aqui para doar e ajudar os cristãos perseguidos.

FONTE : GOSPELPRIME

Aguinaldo Lopes

Aguinaldo Lopes


Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *